https://www.wheredidshegothistime.com Days 25-33 Mongolia

To travel is to live.

selo-abvp.png

© Filipa D'Oliveira 
Exploring the world with Canon & GoPro.

© Filipa D'Oliveira 

A explorar o mundo com Canon & GoPro.

Days 25-33 > Mongolia

December 25, 2018

 

   (EN)  Ah... Impossible to forget Mongolia.

  I was a bit afraid of getting into its constant -35'c but I feel I've handle it better than the Siberian cold! ;)

  First of all - crossing the border is terrible. You stop for two hours in Naushki, Russian territory, and after a 30 minute ride for more two hours in Sukhbaatar, Mongolian territory. At least 10 police officers from both countries pass by your compartment (this was the fanciest train I've been, by the way!) - some ask for passports and visas, others check your luggage, others just wander around with dogs (cute cockers and german shepherds sniffing your things) and others collect those 'goods to declare' forms. All of this would be fine if you could move. But you can't :D You can't get out of the train and the toilets are closed throughout the whole procedure, so if you do this just be ready to sleep otherwise you go a bit crazy like me! \o/

   Secondly - I couldn't have chosen a better place to stay in Ulan Bator. I wasn't downtown (but could reach the main square within a 20 minutes walk) and it was the cosiest hostel I've ever been - Woodpecker's Inn. Besides being made all of wood (which, according to them, has only attracted nice people), I found a new family there!

 

 

   (PT)  Oh... Impossível esquecer a Mongólia.

   Estava com receio dos seus -35'c mas acho que os aguentei melhor do que o frio da Sibéria! ;) Primeiro que tudo - passar a fronteira é terrível.

   Primeiro paras por duas horas em Naushki, território Russo, e meia hora depois paras por mais duas horas em Sukhbaatar, território Mongol. Pelo menos 10 polícias de ambos os países passam pelo teu compartimento (ah, este foi o comboio mais chique que apanhei, já agora!) - uns pedem passaportes e vistos, outros espreitam a tua mala, outros andam a passear com cães (cockers e pastores alemães fofinhos a cheirar as tuas coisas) e outros recolhem aqueles formulários de 'bens a declarar'. Tudo isto seria tranquilo se te pudesses mexer. Mas não podes :D Não podes sair do comboio e as casas de banho estão fechadas durante todo o procedimento, portanto se planeares esta viagem prepara-te para dormir ou dás em louco/a como eu! \o/

   Segundo - não podia ter escolhido um lugar melhor para ficar em Ulaanbaatar. Não estava no centro da cidade (mas chegava à praça principal em 20 minutos a pé) e foi o hostel mais acolhedor onde alguma vez fiquei - o Woodpecker's Inn. Para além de ser todo em madeira (o que, segundo eles, só tem atraído boas pessoas), foi lá que encontrei uma nova família!

 

 

 

 

 

 

 

 

  

 

   (EN)  Mongolia has a population of 3 million and 50% of them live in Ulan Bator, its capital city. You can imagine the chaos, the traffic jams, etc, but you can't possibly imagine the pollution. Mongolians are nomad people. Most of the other half live in gers (or yurts, in English) - those cute little houses are spread all over the country and people are constantly moving around.

   In Ulan Bator's surroundings you can find a big ger community. In the cold harsh winter days & nights they need to burn coal and get their places warm, of course. But now picture hundreds of houses burning coal throughout the day and you'll have this constant "fog" getting into the city.

   Before going through the beautiful places I've seen I do need to make you aware of Ulan Bator's situation every year. In one week I felt my lungs literally screaming for help, imagine a child's lungs or the ones of a person who lives there its whole life. Many babies don't survive their first winters. Maybe you're asking yourself "but why do they all live in the capital?" - well, besides being the only place where you can go to university, it's also the only place where you can earn a reasonable salary. Most people around the world have no idea of this country's situation - and something has to be done urgently.

 

   Now... I was in Mongolia for 9 days. My first plan was to escape for 3/4 days and explore the Gobi desert but then I realized I might freeze to death so I decided to go back in Summer and enjoy everything I couldn't enjoy in Winter! ;D Nevertheless I managed to run away from the chaos and go to the two national parks nearby - Gorki-Terelj and Hustai. Those days were, of course, the best for me. The fresh air & the mountains, being surrounded by its amazing wild life and the great people I've met made my stay unforgettable. Ulan Bator is not a great city but it still has its beauty.

   I'll show you the capital first so you have the same feeling as I did when I left it and dived into the nature - a giant "WOW, so this is Mongolia!".

 

 

   (PT)  Mongólia tem uma população de 3 milhões e 50% vive em Ulaanbaatar, a sua capital. Consegues imaginar o caos, o trânsito, etc, mas é impossível imaginares a poluição. Os Mongóis são um povo nómada. A maioria da outra metade vive em gers (ou yurts, em inglês) - aquelas casinhas super fofas estão espalhadas por todo o país e as pessoas estão sempre a mudar-se de um lado para o outro.

   Nas redondezas de Ulaanbaatar há uma grande comunidade de gers. Claro que nos dias e noites congelantes de inverno, eles têm de queimar carvão para poderem manter as suas casas quentes. Mas agora imagina centenas de casas a queimarem carvão durante o dia e o "nevoeiro" constante que chega à cidade.

   Antes de te mostrar os lugares lindos por onde passei, tenho de te alertar para a situação de Ulaanbaatar todos os anos. Numa semana senti os meus pulmões gritarem por ajuda, agora imagina os pulmões de uma criança ou os de uma pessoa que passa toda a sua vida lá. Muitos bebés não sobrevivem os seus primeiros invernos. Talvez te estejas a perguntar "mas porque é que toda a gente vive na capital?" - bem, para além de ser o único lugar onde tens universidades é também o único lugar onde ganhas um salário razoável. A maior parte das pessoas não tem a mínima noção da gravidade da situação neste país - e algo tem de ser feito urgentemente.

 

   Agora... Estive na Mongólia durante 9 dias. O meu plano inicial era passar 3/4 dias a explorar o deserto de Gobi mas depois apercebi-me que poderia literalmente morrer de frio e decidi que vou voltar no verão e aproveitar tudo o que não pude aproveitar no inverno! ;D Ainda assim consegui escapar da vida citadina e conhecer os dois parques nacionais mais próximos - o Gorki-Terelj e o Khustain Nuruu. Claro que esses dias foram para mim os melhores. O ar puro & as montanhas, estar rodeada por vida selvagem e as pessoas lindas que conheci tornaram a minha estadia inesquecível. Ulaanbaatar não é uma cidade maravilhosa mas tem a sua beleza.

   Vou-te mostrar primeiro a capital para que sintas o mesmo que senti quando a deixei e entrei na natureza - um gigante "UAU, isto sim é a Mongólia!".

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   (EN)  I arrived to Mongolia at 7am and Undral, the hostel's owner, was promptly waiting for me with a big smile and a warm hug! :) We've chatted nonstop for 3 hours and she took me downtown, helped me getting cash and a SIM card and introduced me to some tasty Mongolian food. I felt I was couchsurfing! She was simply amazing. ;)

   In the hostel there were only university students and the night before I arrived, a Russian couple checked in. They were some of the greatest people I've met. If you read my previous post about Moscow you might remember I haven't met anybody there, it was the only place I felt a bit lonely until now. Well, Elvira and Sasha were 50/60 years old and they were from Moscow. They almost didn't speak English but that didn't stop them from communicating all the time. They basically adopted me (Portugalia, my new nickname) and they were always offering food and vodka to everybody. Oh, definitely vodka lovers these ones! "Our children don't drink, they think we are crazy!", they say! Haha. We had loads of funny moments with them throughout the 3 days they were there. You can spot them in some pictures and see how lovely Sasha is and how funny Elvira looks like! ♥️ 

   After they left it was only me and a big Mongolian family. The boys were all basketball players, the girls were all Cristiano Ronaldo's lovers! I laughed so hard when Tuul, one of the prettiest Mongolian girls I've met, asked me "OMG, have you ever been to his house??" - I had to control myself not to tell her the truth, that he's my best friend.

   One of the boys asked me to put my fringe up because he couldn't see if I was beautiful or not - that was also funny. "Ah, ok, she is" - well, many thanks :D

   Knowing only me and Cristiano Ronaldo they told me Portuguese was the most beautiful nationality they have seen until now. It was actually very nice to hear and I hope gorgeous Portuguese people keep going there! ;p

 

 

   (PT)  Cheguei à Mongólia às 7h da manhã e a Undral, a dona do hostel, estava prontamente à minha espera de sorriso na cara e braços abertos! :) Conversámos sem parar durante umas 3 horas e levou-me até ao centro da cidade, onde me ajudou a levantar dinheiro & a arranjar um cartão SIM e me introduziu à comida saborosa Mongol. Senti que estava a fazer couchsurfing! Ela foi maravilhosa. ;)

   No hostel só viviam uns quantos universitários e na noite anterior, um casal Russo tinha dado entrada - das pessoas mais lindas que conheci. Se leste a minha publicação sobre Moscovo, é possível que te lembres que não conheci ninguém por lá, foi o único lugar onde me senti um pouco solitária até agora. Bom, a Elvira e o Sasha tinham 50/60 anos e eram de Moscovo. Quase não falavam Inglês mas isso não os impediu de conversar a toda a hora. Basicamente adotaram-me (Portugalia, a minha nova alcunha) e estavam sempre a oferecer comida e vodka a toda a gente. Oh, estes eram definitivamente amantes de vodka! "Os nossos filhos não bebem álcool, acham que somos loucos!", haha. Tivemos imensos momentos engraçados com eles durante os 3 dias que estiveram por lá. Consegues vê-los em algumas fotografias e dá pra reparar no quão amoroso o Sasha é e no quão engraçada a Elvira parece! ♥️ 

   Depois de se irem embora era só eu e uma grande família Mongol. Os rapazes eram todos jogadores de basketball, as raparigas todas apaixonadas pelo Cristiano Ronaldo! Ri-me tanto mas tanto quando a Tuul, uma das raparigas Mongóis mais bonitas que conheci, me perguntou "OH MEU DEUS, já estiveste na casa dele??" - tive de me conter para não lhe contar a verdade e dizer que ele é o meu melhor amigo...

   Um dos rapazes pediu-me para pôr a franja para cima porque não conseguia perceber se eu era bonita ou não - isso também me fez rir muito. "Ah, ok, é" - Obrigadinha então :D

   Conhecendo só a mim e o Cristiano Ronaldo, disseram-me que os Portugueses são o povo mais bonito que viram até hoje. Digamos que foi bastante agradável de se ouvir e espero que Portugueses lindos continuem a ir até à Mongólia! ;p

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   (EN)  Two days after arriving I was already changing my plans so I could spend New Year's Eve with some of them in Shanghai. The following day I was taken to the countryside, where Undral's parents in law lived - I was received again with arms wide open in an amazing farm with beautiful cows, the friendliest dog (Maya), the cutest gers ever and the best food of the week.

   Some days after I met Jason, a Mongolian-American guy with the most incredible life story ever. He took me to the second national park where I've seen the oldest horse breed in the world (Przewalski), spotted some shy deers and was taken to meet a very nice family who also fed me with amazing Mongolian delicacies and hot milk.

 

   Mongolian people have a big heart. More than one made me promise to go back during Summer and I'll do everything in my power to keep that promise! Now I know who are the best guides, the best horse riders and the best places to go ♥️ 

 

 

 

   (PT)  Dois dias depois de chegar já estava a mudar os meus planos para me encontrar com alguns deles em Xangai e passarmos juntos o fim de ano. No dia seguinte fui levada para o interior onde os sogros da Undral moravam, fui recebida outra vez de braços abertos numa quinta linda, com vacas lindas, a cadela mais amigável de sempre (a Maya), os gers mais bonitos que conheci e a comida mais deliciosa da semana.

   Alguns dias depois conheci o Jason, um rapaz Mongol-Americano com a história de vida mais incrível. Levou-me ao segundo parque nacional onde vi a raça de cavalos mais antiga do mundo (Przewalski), avistei ao longe uns veados tímidos e fui introduzida a uma família muito querida que também me alimentou com comida maravilhosa e leite bem quente.

 

   Os Mongóis têm um coração gigante. Mais do que um me fez prometer voltar durante o verão e vou fazer de tudo para cumprir essa promessa! Agora já sei quem são os melhores guias, os melhores cavaleiros e o melhores lugares para ir ♥️

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   (EN)  Aaaand today is Christmas! I'm in Zhangjiajie, in China, and I'm happy to spend mine surrounded by endless nature. Hope you're having a great one, dear friends! ;*

   With love,

   Filipa

 

   P.S.: To say goodbye in a very peaceful way, Mongolia offers 1000km of Gobi desert's views :)

 

 

 

 

   (PT)  Eeeee hoje é Natal! Acabei de chegar a Zhangjiajie, na China, e estou muito bem a passa-lo rodeada de natureza. :D Boas festas a todos e um beijo & abraço especial aos meus - que sei que sentem a minha falta tanto como sinto a deles, mas também sabem que estou muito feliz! ;*

   Com amor,

   Filipa

 

   P.S.: Para se despedir de maneira tranquila, a Mongólia oferece 1000km de vistas do deserto de Gobi :)

 

 

 

 

 Mongolian/Russian love moment // Momento de amor Mongol/Russo:

 

www.youtube.com/watch?v=nP1KDFdMtn4

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

You Might Also Like:

Bohol & Cebu, Philippines

September 9, 2019

Digital detox vacations ❤

June 15, 2019

1/15
Please reload