https://www.wheredidshegothistime.com Days 1-5 Saint Petersburg, Russia

To travel is to live.

selo-abvp.png

© Filipa D'Oliveira 
Exploring the world with Canon & GoPro.

© Filipa D'Oliveira 

A explorar o mundo com Canon & GoPro.

Days 1-5 > Saint Petersburg, Russia

November 19, 2018

 

   (EN)  For those who don't know but really really want to: I've just started the trip of a lifetime. I know I'll still do many more but not with my 29 year old self and a 20kg backpack ;D

  I've always dreamt of doing the Trans Siberian railway so that's where I'm starting, I'll be stopping in 6 Russian cities and I'll go south on the Trans Mongolian. On the next 5-6 months I'm going to know most Southeast Asian countries (plus some more)! Awesome, right? I'm super excited about it! :D

 

  Before telling you about my journey's first days I have to say that planning a trip like this is not as easy as it sounds. Let's say that being European is awesome if you like traveling. This time it took me over a month to get all paperwork done - and the money spent was just... wow. Vaccines? 356€ (two of them) + 146€ at the pharmacy; Visas? 207€ (only Russian, Chinese & Mongolian) and with visas come travel insurances: + 200€. Sooo… I really don't want to demotivate anyone (I'm doing it anyway and I'm very motivated) but you do need a bit more than just the "flight-accomodation-food" deal.

 

   Now let's jump to the good part of it: I'm here! 

   My journey started pretty well: met a guy on Ryanair priority queue - as in 60% of the customers - who worked in the embassy in Singapore and gave me his contact for whatever I might need (I love these random friends who just pop in your life) & on the next flight there was an old lady sleeping on my seat, I didn't want to wake her up so I sat on the row behind - emergency door's row ♥ Let's say it felt like a king size bed after the first flight!

   After one hour and half on customs and exchanging money I finally got out of Pulkovo Airport. In 2 minutes at least 20 taxi drivers offered their services: they go all over the airport trying to get customers and then another one who calls himself park driver brings the car, I had never seen that before. And that was when I made my first mistake (didn't take long, ahm?! :D) - instead of paying 3€ on public transports I gave almost 40€ to one of those nice gentlemen. First and last taxi of the trip!  \o/

 

   (PT)  Para quem não sabe e quer muuuito saber: acabei de começar a viagem da minha vida. Sei que ainda vou fazer muitas, claro, mas não com os meus maravilhosos 29 anos e 20kg às costas ;D

   Sempre sonhei em fazer a rota do Trans Siberiano portanto é por aí que estou a começar - vou parar em 6 cidades Russas e sigo para sul no Trans Mongol. Nos próximos 5-6 meses vou conhecer a maior parte dos países do Sudoeste Asiático (e mais alguns)! Vai ser lindo, não vai?! Estou super entusiasmada! :D

 

   Antes de te começar a contar as primeiras histórias desta jornada tenho de te dizer que planear uma viagem assim não é tão fácil como parece. Digamos que ser Europeu é ótimo para quem gosta de viajar - não há complicações. Desta vez demorei mais de um mês a tratar de toda a papelada - e o dinheiro que gastei foi simplesmente... uau. Vacinas? 356€ (duas!) + 146€ na farmácia; Vistos? 207€ (apenas o Russo, o Chinês e o Mongol)  e com vistos vêm seguros de viagem: + 200€. Portanto... Não quero de todo desmotivar essas almas aventureiras (até porque o estou a fazer na mesma e estou bastante motivada) mas precisas de um pouco mais do que o básico "avião-dormida-comida".

 

   Agora vamos passar à parte boa: Estou aqui!

   A minha viagem começou com o pé direito: ao fim de 10 minutos sozinha conheci um rapaz na fila prioritária da Ryanair - 60% dos passageiros são prioritários - que trabalhou na embaixada de Singapura e me deu o seu contato para qualquer problema que possa vir a ter (adoro estes amigos que caem do céu e cruzam a tua vida) e no voo seguinte o meu lugar estava ocupado por uma senhora idosa que dormia. Como não a queria acordar, sentei-me na fila detrás - a fila das portas de emergência ♥ Digamos que me senti numa cama king size depois do primeiro voo!

   Depois de uma hora e meia na alfândega e a trocar dinheiro consegui finalmente sair do aeroporto de Pulkovo. Em dois minutos pelo menos 20 taxistas ofereceram-me os seus serviços: basicamente espalham-se por todo o aeroporto a tentar angariar clientes e depois um outro, o motorista de estacionamento, traz o carro - nunca tinha visto tal coisa, os taxistas Portugueses têm uma vida mais fácil. E foi aí que cometi o meu primeiro erro (não demorou muito, ahm?! :D) - em vez de pagar 3€ em transportes públicos, dei 40€ a um desses cavalheiros. Primeiro e último táxi da viagem!  \o/

 

 

   (EN)  First night was the planning night. Kiril was the incredibly helpful receptionist who welcomed me at the hostel (later Anastasyia was an amazing hostess as well). In few minutes and after seeing many people studying me I realized I was the only foreigner around. There are a lot of Russian tourists around and some of them actually live in the hostel for some months. 

   Full of energy, I've spent the next day getting lost in SPb! That's how I find the most beautiful landscapes and I still manage to cross all those touristic crowded places where everybody runs to. I walked an average of 10km/day and I haven't taken a single bus/metro so I got to know pretty well the city - and I did love it.

 

   Later that night I was talking with my mom in the hostel's common room and when I hung up the guy next to me said in (Brazilian) Portuguese "I can't believe it! I thought you had such a weird Russian accent and then I realized it's my language!" - well, of course this guy became one of those friends fallen from the sky who spoke both Portuguese and Russian, helped through my whole stay and took me to unbelievable places. Did I say I love my life?! ;)

 

   (PT)  A primeira noite foi a noite de planeamento. O Kiril foi o rececionista super prestativo que me recebeu no hostel (mais tarde a Anastasyia foi também uma ótima anfitriã). Em poucos minutos, e depois de ver muitas pessoas a estudarem-me, apercebi-me que era a única estrangeira. Há muitos Russos turistas por aqui e alguns deles moram no hostel há meses.

   Cheia de energia, passei o dia seguinte perdida em SPb! É assim que encontro os lugares mais bonitos e acabo por cruzar na mesma os turísticos por onde toda a gente anda. Andei em média 10km/dia e não apanhei um único autocarro/metro portanto deu para conhecer bastante bem a cidade - e adorei.

 

   Nessa mesma noite estava na área comum do hostel a falar com a minha mãe e quando desliguei a chamada o rapaz que estava sentado ao meu lado diz com um sotaque brasileiro "Eu não acredito! Eu pensando que você tinha um sotaque Russo muito estranho e só depois vi que é a minha língua, é Português!" - bem, escusado será dizer que este rapaz se tornou um daqueles amigos caídos do céu que falava tanto Português como Russo, me ajudou durante toda a estadia e me levou a lugares incríveis. Já disse que amo a minha vida?! ;)

 

 

 

 

 

(EN)  Uhhh... Ahah, this was my first Russian friend. It was a very brief friendship: he really wanted to give me his dog so I had a picture with it so we spent 5 minutes speaking Russian, English, Portuguese and mimicking. Let's say it was 1pm and he wasn't even close to being sober :D I finally managed to get this portrait and I'll always remember these two with a smile on my face!

   I kept on going through the funniest day so far. Thanks to Booking and its cool discounts I found out the Big Funny museums. I've been to five of them but my favourites were the Giant House, Mirror Maze and Glass Maze (as you'll see below). If you like photography these three are a must go! I enjoyed the whole afternoon indoors.

 

   (PT)  Uiii... Ahah, este foi o meu primeiro amigo Russo. Foi uma amizade breve: ele queria muito tirar-me uma fotografia com o cão dele então não parava de empurrar o cão e puxar-me a máquina fotográfica. Passámos 5 minutos a falar Russo, Inglês, Português e a fazer muita mímica. Eram 13h e ele estava longe de estar sóbrio :D Consegui finalmente tirar este retrato e vou-me lembrar destes dois sempre com um sorriso na cara!

   Continuei no que acabou por ser o dia mais engraçado até agora. Graças ao Booking e aos seus maravilhosos descontos encontrei os museus Big Funny. Visitei cinco deles mas os meus favoritos foram a Casa Gigante, o Labirinto de Espelhos e o Labirinto de Vidro (como podes ver abaixo). Se gostas de fotografia, tens de ir a estes três! Diverti-me a tarde toda "entre quatro paredes".

 

 

 

 

   (EN)  For me, the best of Saint Petersburg are the buildings. Before the Bolshevik/October Revolution in 1917 only few people could afford living in this city. It's amazing to picture these incredible buildings over one hundred years younger. They are all very tall with these long entrance corridors and dozens of windows.

   With the revolution, Lenin took many people from the countryside to live in the city but they were so shocked by SPb's luxury that they started ruining it - they even pooped at people's doors. Nowadays you have a mix of old school flare with dirty/ugly entrances.

   However, Saint Petersburg's downtown is waaaay more than what you can see. Through these weird corridors and in almost every corner you have secret entrances and places you never imagined existed. There I lived one of the most unbelievable experiences ever.

 

   (PT)  Para mim o melhor de São Petersburgo são os edifícios. Antes da Revolução dos Bolcheviques/de Outubro em 1917, não eram muitas as pessoas que tinham posses para viver nesta cidade. Até arrepia imaginar estes prédios incríveis há mais de cem anos atrás. São todos muito altos com longos corredores nas entradas e dezenas de janelas.

   Com a revolução, o Lenin decidiu trazer muitas pessoas do interior do país para viverem na cidade mas eles ficaram tão chocados com o luxo de SPb que começaram a arruinar tudo - chegaram a defecar à porta dos prédios. Hoje em dia tens um misto de ostentação à moda antiga com entradas sujas/feias.

   Contudo, o mais espantoso é que o centro da cidade é muuuito mais do que o que vês. Através desses corredores estranhos e em quase todas as esquinas encontras entradas e lugares secretos que nem imaginas existirem. Foi lá que vivi uma das experiências mais inacreditáveis de sempre. 

 

 

   (EN)  This is Danilo - the Brazilian guy I told you about. He taught me so many things about the city and their customs! Russians are very superstitious, in one of the pictures above you can see them throwing a coin at a random cat statue. It was a lucky cat after all! If the coin stays there, luck follows you - I bet the lady who lives next door had the window fixed a couple of times :D

   After 1am the bridges start closing in Saint Petersburg (which means they start "opening") - I remembered I've seen it in Budapest once and it was really nice to see it again.

   That night was simply fantastic. Starting with this super secret bar: imagine you go in your favourite fast food restaurant and you just walk walk walk until you find a door by the end. You open the door and there's a dark stairway lightened by candles (which means they're open). Then you get to this early 20th century basement where you're welcomed as if you were a Sir/Madame. There's a dress code so if you're not dressing accordingly (I unfortunately forgot to pack my high heels!) they give you this cult-style-cloak you see on the picture. Then you choose your cocktail through 4-elements/tarot-alike cards - you don't know exactly what you're choosing (I drank something with Whisky, I assure you that wasn't my goal!). You can only go there if you're previously invited by somebody who's been there before.

   Note that on early 20th century alcohol was strictly forbidden in Russia so these kind of hidden bars started showing up but the consequences of buying/selling alcoholic drinks were so severe that they really needed to keep it quite. Going there was like a time-travel trip.

   To finish the night we went to this Coyote Ugly bar! "Men pay 400 roubles, women enter for free. Women can dance on the bar, men cannot". Life is unfair, right? :D It was super funny to see how a Russian style coyote bar works! 

 

   Well, I am in Moscow already so I'm going out to enjoy the rest of the day! I'll be writing you every time I move from one place to the other :) If you have any questions about whatever let me know!

 

   Speak to you soon!

   Filipa ;*

 

   (PT)  Este é o Danilo - o Brasileiro de quem te falei. Ele ensinou-me tantas coisas sobre a cidade e os seus costumes! Os Russos são muito supersticiosos, numa das fotografias acima podes vê-los a atirarem uma moeda a uma estátua de um gato - que afinal é um gato da sorte! Se a moeda ficar, a sorte segue-te. Aposto que a senhora que mora na porta ao lado teve de reparar várias vezes a sua janela :D

   Depois da 1h da manhã as pontes começam a fechar em São Petersburgo (como quem diz, começam a "abrir") - lembrei-me de o ver também em Budapeste e foi muito bom rever o espetáculo.

   Essa noite foi simplesmente fantástica. A começar por um bar super secreto: imagina que entras no teu restaurante de fast food favorito e andas andas andas até chegares a uma porta ao fundo. Abres a porta e deparas-te com uma escadaria meia escura, iluminada apenas por velas (sinal de que está aberto). Depois entras numa cave de início de século XX onde és recebido super formalmente. Há dresscode portanto se não estás vestido a rigor (e eu por acaso esqueci-me de pôr os salto alto na mala!) dão-te esta capa-estilo-culto que vês na fotografia. Depois escolhes o teu cocktail através de cartas tipo tarot com os 4 elementos - na realidade acabas por não saber o que estás a pedir (eu bebi algo com Whisky, acredita que não era bem o que eu queria!). Só podes ir lá se fores previamente convidado por alguém que tenha lá estado antes.

   Repara que no início do século XX o álcool era estritamente proibido na Rússia então estes barzinhos escondidos começaram a surgir mas as consequências de consumir/vender bebidas alcoólicas eram tão grandes que tinham mesmo de o manter em segredo. Ir lá foi como viajar no tempo.

   Para acabar a noite fomos a um bar chamado Coyote Ugly! "Os homens pagam 400 rublos, as mulheres não. As mulheres podem dançar em cima do bar, os homens não". A vida é injusta, não é? :D Foi muito engraçado ver como funciona um coyote bar à moda da Rússia!

 

   Bem, já estou em Moscovo portanto vou sair para aproveitar o resto do dia! Escrevo-te cada vez que me mudar de um lugar para outro :) Se tiveres alguma pergunta sobre o que quer que seja, fica à vontade!

   Até já,

   Filipa ;*

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

You Might Also Like:

Bohol & Cebu, Philippines

September 9, 2019

Digital detox vacations ❤

June 15, 2019

1/15
Please reload