https://www.wheredidshegothistime.com Days 106-110 Bali, Indonesia

To travel is to live.

selo-abvp.png

© Filipa D'Oliveira 
Exploring the world with Canon & GoPro.

© Filipa D'Oliveira 

A explorar o mundo com Canon & GoPro.

Days 106-110 > Bali, Indonesia

March 12, 2019

 

   (EN)  You know that place you've always dreamed about traveling to? Bali was that place for me! Can't describe you how excited I was to finally reach Indonesia and how heart broken I am now for saying goodbye.
   These two weeks have been some of the best and I'll take so many incredible memories with me... ♥
   I'll split this trip into two: first I'll show you Bali's 'main' island and on the next post the smaller islands around it and around Lombok. Just so you have an idea - Indonesia is made of 14 752 islands! I've travelled on 5 of them and I'm completely in love!

 


   (PT)  Sabes aquele lugar com o qual sempre sonhaste em viajar? Bali era esse lugar para mim! Não sei como te descrever o quão excitada estava por finalmente chegar à Indonésia e o quão triste estou por ir embora.
   Estas duas semanas foram das melhores e vou levar tantas memórias lindas comigo... ♥
   Vou dividir esta viagem em dois: primeiro mostrar-te-ei a ilha 'principal' de Bali e na próxima publicação as ilhotas mais pequenas à sua volta e ao redor de Lombok. Só para teres uma ideia - a Indonésia é composta por 14 752 ilhas! Eu viajei por 5 delas e já estou completamente apaixonada!

 

 

UBUD

 

 

 

 

 

 

 

   (EN)  My first day in Bali was just perfect! I arrived the night before so I decided to sleep in Kuta, a party neighbourhood not far from the airport. I was so tired I didn't even feel the party but I've met the first Indonesian people back in the hostel and they were just amazing! In Bali there's no public transportation at all. So they helped me booking one of those typical mini vans to make my way to Ubud. It was a nice 2 hour ride with all windows opened because there was no air conditioning :D (I'm not being sarcastic this time, it was actually pretty nice!)
   I got there around lunch hour and still full of energy to explore it! I dropped my stuff in Pering Bungalow (awesome family homestay alike), took a cold shower and got ready to go!
   I decided to start with the Campuhan Ridge walk - a walk among a beautiful jungle ending on the cutest village ever. I was interviewed 3 times by some very friendly students.
   - Hello. My name is ______. Can you help me practise my English please?
   - Of course! I'm Filipa, nice to meet you.
   - Where are you from Pilipa?
   I found out it's hard for Indonesian people to distinguish the letters F and P. Throughout these two weeks I've been called either Pilipa, Pilifa or Filifa... I loved all variations! ;D I was literally the happiest kid among them! Life had never looked so beautiful!
   I followed my way to some non touristic rice fields - a tip given by a pretty awesome Portuguese couple (@vanstudiop on Instagram ;) - but I spotted a nice bakery on the way so I stopped for a snack. That was when I was surprised by a huge religious parade on Ubud's main road. Wow. "Can this day get better?", I thought. (It could - as I found out later). All these ornaments, clothes, smiles... I jumped out of the balcony with my camera straight away!
   It was 5pm when my stomach was satisfied so I could still watch the sunset surrounded by nature. You can't almost spot the entrance to this place but there's a very small sign with "Magical rice fields" written on. I couldn't describe them better - magical indeed. No tourists, only local workers and an amazing atmosphere. Almost in the end I met Mr. Nyoman, known as the Coconut Man! The most smiling and kindest person in the world. Spent some time there - simply falling in love with him (while he was chopping coconuts) and his family (harvesting rice).
   I finished that day with the biggest smile on my face.

 


   (PT)  O meu primeiro dia em Bali foi simplesmente perfeito! Aterrei na noite anterior, então decidi dormir em Kuta - um bairro conhecido pela sua vida noturna, perto do aeroporto. Nem cheguei a sentir a festa mas conheci os primeiros Indonésios no hostel onde fiquei e já estava a adorar! Em Bali não há transporte público de todo. Eles ajudaram-me a reservar lugar numa típica mini van que me levou até Ubud. Foram umas belas 2 horas de viagem com todas as janelas abertas porque ar condicionado... Era mentira :D (Não estou a ser sarcástica desta vez, foi realmente uma viagem divertida!)
   Cheguei por volta da hora de almoço e ainda cheia de energia para explorar! Deixei as minhas coisas no Pering Bungalow (uma homestay de uma família linda), tomei um banho de água fria e estava pronta para sair!
   Decidi começar pela caminhada de Campuhan Ridge - um passeio por uma selva maravilhosa que acaba numa vila ainda mais fofa. Fui entrevistada 3 vezes por uns estudantes super amigáveis.
   - Olá! O meu nome é _____.  Pode-me ajudar a praticar o meu Inglês, por favor?
   - Claro! Filipa, prazer!
   - De onde és, Pilipa?
   Foi aí que descobri que os Indonésios têm dificuldades em diferenciar os Fs dos Ps. Durante estas duas semanas fui constantemente chamada de Pilipa, Pilifa e Filifa... Adorei todas as variantes! ;D Naquele momento eu era a criança mais feliz dali! A vida nunca me pareceu tão linda!
   Segui caminho até uns campos de arroz meio desconhecidos - dica dada por um casal Português lindo de viajantes (@vanstudiop no Instagram ;) - mas entretanto encontrei uma padaria deliciosa então decidi parar para lanchar. De repente fui surpreendida por uma procissão gigante na rua principal de Ubud. Uau. "Será que este dia pode ser ainda melhor?", perguntei-me a mim mesma. (Descobri mais tarde que sim, podia!) Todos aqueles adornos, decorações, roupas, sorrisos... Saltei logo da varanda com a minha câmara em punho!
   Eram 17h quando o meu estômago ficou satisfeito então ainda tinha tempo de ver o pôr de sol no meio da natureza. Quase não encontras a entrada deste lugar, mas numa plaquinha bem pequenina podes ver escrito "Campos de arroz mágicos". Não posso descrevê-lo melhor - sem dúvida mágicos. Sem turistas, só trabalhadores locais e uma atmosfera maravilhosa. Quase no final conheci o Senhor Nyoman, conhecido como o Homem do Cocos! A pessoa mais sorridente e querida de sempre. Passei um bom tempo a observar e a apaixonar-me por ele, enquanto cortava os seus cocos, e pela sua família, que colhia arroz.
   Escusado será dizer que acabei esse dia com um sorriso enorme na cara.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GIANYAR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   (EN)  Gianyar is Ubud's neighbouring district and it's also full of stunning sights! I started with the famous Tegallaland rice fields - as gorgeous as I expected them to be. I went early morning so it wasn't crowded at all and I got a first visitor discount to go on this incredible swing so I started my day with an amazing feeling of freedom :)
   The few waterfall pictures you'll see are from Kanto Lampo, a very small place which was already a bit crowded when I got there but it's still good for a swim and a nice walk around!
   The highlight of the day was definitely Tirta Empul, the most astonishing temple I've visited so far. Not because of its greatness nor beauty but due to its spirituality. Tirta Empul is known as the Holy Spring Water Temple, a place where you can just jump into a sacred pool and take pictures or one that you can understand the Balinese religion and make a ritual. I chose the second one, of course, and it was one of the best experiences of my life.
   This is a place where people come to purify themselves. As I mentioned before, Indonesia is pretty big and the religions vary according to its islands - in Bali you have Hinduism. Hindu believe in five things:
   - The energy of the Universe
   - The energy in each person
   - Karma
   - Reincarnation
   & Eternal freedom
   Before you reach the holy springs you have a big sign with some rules you have to follow to make the ritual - like wearing proper clothes (a specific sarong), making an offer (something you constantly find around the streets, made out of flowers and incense) and women can't be on their period. Good, happy I wasn't!
   This amazing guy called Windy explained me everything so I could understand what I was actually doing. First you make this offer and you pray for as long as you wish (you don't pray to a specific god, you literally have a conversation with the energy of the Universe). Then you have these 3 pools in Tirta Empul. On the first one you'll find 13 springs - from left to right, the first 10 clean those flaws everybody has at some point (like greed or selfishness), two of them are for the dead and you're not supposed to bath on them, and the last one is for your nightmares. On the second pool there are only 2 springs - Karma and Dharma. As they believe in reincarnation they also believe that in each life you're cleaning your karma more and more (he told me "You have a beautiful face in this life. And a beautiful aura. I would say your karma is 80% cleaned" - just wanted to hug him). Finally you have the last pool which contains 6 springs, you go from right to left and they are used to purify your body and soul.
   In each spring you are supposed to gargle the water and spit it three times, drink it other three & dip your head in it three more. I have no idea how long I spent doing it but I finished this ritual as light as a feather - or completely 'high'. It was the weirdest thing for me. I'm not a religious person but this day I felt hundreds of energies coming in and out of my body. If you look at this last picture you can spot goose bumps on my arm - they accompanied me throughout the whole procedure. When I was done, Windy looked at me and smiled.
   - You look even more beautiful now.

 

 

   (PT)  Gianyar é o distrito vizinho de Ubud e tem mais uns quantos lugares maravilhosos para se visitar! Comecei com os famosos campos de arroz de Tegallaland - fantásticos como já os imaginava. Fui cedinho para não apanhar multidões e deu certo, acabei por ter um desconto de primeira visitante neste baloiço com vistas lindas que te mostro - iniciei portanto o dia com aquele sentimento bom de liberdade :)
   As poucas fotografias de cascatas que verás foram tiradas em Kanto Lampo, um lugar muito pequenino que já estava meio cheio quando cheguei, mas que ainda assim é ótimo para um mergulho e uma caminhada nas redondezas!
   Mas o ponto alto do dia foi, sem dúvida, o Tirta Empul, o templo mais surpreendente que visitei até hoje. Não pela sua grandeza ou beleza, mas pela sua espiritualidade. O Tirta Empul é conhecido pelo Templo de Nascentes de Águas Sagradas, um lugar onde podes simplesmente saltar para dentro de uma piscina para tirares umas fotos ou podes tentar entender a religião Balinesa e completar o seu ritual. Escolhi obviamente a segunda opção e tive uma das melhores experiências da minha vida.
   Este é um lugar onde as pessoas se purificam. Como te disse no início desta publicação, a Indonésia é um país bastante grande e as suas religiões variam entre ilhas - em Bali tens o Hinduísmo. Os Hindus acreditam em cinco coisas:
   - Na energia do Universo
   - Na energia dentro de cada um de nós
   - No Karma
   - Na reencarnação
   & Na liberdade eterna
   Antes de chegares a estas nascentes sagradas, deparas-te com um sinal enorme com umas quantas instruções que tens de seguir para fazeres o ritual - como usar roupas próprias (um sarong específico), fazeres uma oferta (algo que encontras constantemente pelas ruas fora, feita de flores e incenso) e as mulheres não podes estar menstruadas. Fiquei feliz por não estar!
   Conheci um rapaz lindo chamado Windy a quem pedi para me explicar tudo para que soubesse o que realmente estava a fazer. Primeiro fazes esta oferta e rezas durante o tempo que quiseres (não rezas a um deus específico, tens literalmente uma conversa com a energia do Universo). Depois encontras estas 3 piscinas em Tirta Empul. Na primeira tens 13 nascentes - da esquerda para a direita, as primeiras 10 limpam aqueles defeitos que qualquer pessoa tem (como a ganância ou o egoísmo), duas são dedicadas aos mortos e não é suposto banhares-te nelas, e a última é para os teus pesadelos. Na segunda piscina tens apenas duas nascentes - o Karma e o Dharma. Como acreditam em reencarnação, também acreditam que vais limpando o teu karma em cada vida que tens (a certa altura disse-me "Por exemplo, tu tens uma cara linda nesta vida. A tua aura é linda. Eu diria que o teu karma está a 80%" - só me apetecia abraçá-lo). Por fim tens a última piscina que é composta por 6 nascentes, desta vez começas da direita para a esquerda e limpas corpo e alma.
   Em cada nascente deves gargarejar e cuspir a água três vezes, bebê-la outras três e mergulhares a cabeça três vezes mais. Não sei quanto tempo demorei a fazer todo o ritual mas acabei-o leve como uma pena - ou completamente 'pedrada'. Foi uma das situações mais estranhas para mim. Não sou uma pessoa religiosa mas neste dia senti centenas de energias a entrarem e a saírem do meu corpo. Se olhares para esta última fotografia consegues ver a pele de galinha no meu braço - essa pele de galinha acompanhou-me durante todo o processo. Quando acabei o Windy olhou para mim e sorriu.
   - Estás ainda mais bonita.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MONKEY FOREST 

 

 

 

 

 

 

   (EN)  Get ready to see some monkeys! :D ♥
   I've spent hours in this place and I could have spent way more! Every time I look at these pictures I fall in love as if it were the first time I see them... These animals are simply brilliant. I always feel like time freezes when I'm watching them.
   Monkey Forest is a sanctuary in the heart of Ubud and it's home of 287 monkeys. They are the cutest and the smartest thieves I've ever seen :|
   It was also in Ubud that I met two awesome Swedish girls - the first non-Portuguese Filippa (!!!) and Eleanor. We've had some great dinners, hiked to catch a beautiful sunset and they gave me the most valuable tips on Gili Islands, my next destination.
   It is still wet season in Bali but it is for me the best time to travel! When it rains it really rains cats and dogs but it's for a short time - and it's still hot ;) I believe I would go crazy with the crowds throughout the dry season!
   I really want to live here for a while, anyway. Fell in love with the Indonesian people straight away, with the climate, with the vibe... Definitely my place! I left it this morning and my heart is just broken.


 


   (PT)  Prepara-te para veres macacos! :D ♥

   Passei horas neste lugar e podia passar bem mais! Cada vez que olho para estas fotografias o meu coração derrete como se fosse a primeira vez que as vejo... Estes animais são fenomenais. Sinto sempre que o tempo pára enquanto os observo.
   A Floresta dos Macacos é um santuário no coração de Ubud e é o lar de 287 macaquinhos. São os ladrões mais espertos e mais fofos que alguma vez vi! :|
   Também foi em Ubud que conheci duas raparigas fantásticas da Suécia - a primeira Filippa fora de Portugal (!!!) e a Eleanor. Tivemos jantares deliciosos, caminhámos em busca de um pôr do sol lindo e ainda me deram as dicas mais valiosas de sempre sobre as ilhas Gili, o meu destino seguinte.
   Ainda é estação das chuvas em Bali mas é para mim a melhor altura de se viajar! Quando chove, chove mesmo - mas dura pouco e o calor persiste ;) Acho que daria em maluca com as multidões que vêm na estação seca!
   De qualquer maneira quero morar aqui durante uns tempos. Apaixonei-me de imediato pelos Indonésios, pelo clima e pela energia... É definitivamente o meu lugar! Deixei-o esta manhã e estou de coração partido.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   Write you soon!

   With love, 

   Filipa ;*

 

 

 

   Até já!

   Com amor,

   Filipa ;*

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

You Might Also Like:

Bohol & Cebu, Philippines

September 9, 2019

Digital detox vacations ❤

June 15, 2019

1/15
Please reload