https://www.wheredidshegothistime.com Days 34-40 Beijing, China

To travel is to live.

selo-abvp.png

© Filipa D'Oliveira 
Exploring the world with Canon & GoPro.

© Filipa D'Oliveira 

A explorar o mundo com Canon & GoPro.

Days 34-40 > Beijing, China

January 1, 2019

 

   (EN)  My trip to Beijing was a long but really funny one. The train leaves Ulan Bator at 7.30am - let's say it was pretty cold and I was pretty sleepy. I entered the first train I saw and this Chinese lady just started laughing on my face "no, no, no!" - "Not going to Beijing?", I asked. "Haha! No, no, no". Ok, so I hopped off and I saw the right train approaching. By that time I was already frozen so I just rushed into my wagon and realized later I skipped a long queue :D

   My compartment was locked and suddenly I hear somebody behind me "It's ok, just go to number 20, we're in the 20". The train attendant just opened a random door and put me inside with these two guys.

   - Where are you from?

   - Portugal. And you?

   - France.
   Slowly we realized we were doing almost the same travel route.

   - Yeah but I'll only finish in May...

   - Well, so will we. :|

   Creepy French guys. They are basically following me everywhere, I'm getting scared :D

   My plan was to fall asleep again but instead we just talked and talked. Maxime and Valentin were pretty easy-going and it felt really good to have company through these 31 hours ride.

   In Ulan Bator, a Mongolian-style dining-wagon is attached to the train and at some point we went there to eat something. We met many foreigners - from Finland, Sweden, Denmark and the Netherlands. Until then everybody was telling me "You're the only one doing the Trans Siberian in Winter" - well, finally I met a lot of people doing it! ;)

 

 

   (PT)   A minha viagem para Pequim foi longa mas muito engraçada. O comboio parte de Ulaanbaatar às 7h30 - digamos que estava bastante frio e eu bastante ensonada. Entrei no primeiro, e único, comboio que vi. Uma senhora Chinesa começou a rir-se na minha cara "não, não, não!" - "Não vai para Pequim?", perguntei, "Haha! Não, não, não". Ok, saí do comboio e então vi outro a chegar. A esta altura já estava congelada portanto apressei-me a entrar na minha carruagem e só mais tarde me apercebi que passei à frente de toda a gente :D

   O meu compartimento estava fechado e de repente ouço (em Inglês) uma voz atrás de mim "É na boa, vai para o 20! Nós estamos no 20". O senhor do comboio abriu um compartimento qualquer e enfiou-me a mim e a estes dois rapazes lá dentro.

   - De onde és?

   - Portugal. E vocês?

   - França.

   Pouco a pouco apercebemo-nos que estavamos a fazer quase a mesma rota de viagens.

   - Sim, mas eu só termino em Maio...

   - Erm, nós também. :|

   Franceses estranhos. Estão basicamente a seguir-me para todo o lado, começo a ficar assustada :D

   O meu plano inicial era dormir mais um bocado mas acabámos por ficar a conversar o dia todo. O Maxime e o Valentin eram super simpáticos e soube mesmo bem ter companhia durante aquelas 31 horas.

   Em Ulaanbaatar é anexada uma carruagem-restaurante estilo Mongol e a dada altura fomos lá comer qualquer coisa. Conhecemos vários estrangeiros - da Finlândia, Suécia, Dinamarca e Holanda. Até lá toda a gente que conheci me dizia "És a única a fazer o Trans Siberiano no Inverno!" - finalmente conheci muitas pessoas a fazê-lo! ;)

 

 

 

 

 

 

 

 

   (EN)  Remember the last post when I told you crossing the borders was terrible? Well, this one is also not easy! After stopping in Zamyn-Üüd for 2 hours (Mongolian territory, same procedure - visas, passports and blablabla - no dogs this time), you get to Erenhot, China, and you have like 4 hours waiting time! Here you do have to leave the train and take all your belongings, you pass by security check where they scan all your fingerprints, your face & your luggage and everybody waits in a room. They give you WiFi and don't tell you anything else - it can be from 3-6hours. :D (The gauges/rails are not the same size in Russia/Mongolia and in China, and they also drive the trains on opposite sides, so they have to lift every carriage and move them.) 

   During this waiting time we met a pretty nice British couple, Jessie and Thomas, and a Mongolian kid who really wanted to practice his English (until today he texts us everyday on facebook!). For many of us it was the first time we got these 'squat toilets' - something I'm super used to by now (and finally I understand why in my workplace in Iceland we had this paper explaining how to use a Western toilet! haha)

   At around 12.30am they sent us back to the train and they gave a breakfast & a lunch voucher to each of us - that was really nice (well, for breakfast you had to go from 6.30 to 7am, but my lovely roommates picked it up for me :D)

 

   We ended up spending the whole week together. They were in a hostel downtown and I was couchsurfing but my host wasn't there for the first 4 days (Ying trusted me her home - just wrote me the directions and left me the key - until now I'm amazed and super thankful for that!) 

 

 

   (PT)  Lembras-te da minha última publicação, quando disse que passar as fronteiras foi terrível? Bom, esta também não foi fácil! Depois de parar por 2 horas em Zamyn-Üüd (território Mongol, o mesmo procedimento - vistos, passaportes e blábláblá - sem cães desta vez), segues para Erenhot, na China, e tens basicamente 4 horas de espera! Aqui já tens de sair do comboio com todas as tuas coisas, passas pela segurança, digitalizam todas as tuas impressões digitais, cara e bagagem e toda a gente espera dentro de uma sala. Dão-te WiFi e não te dizem mais nada - pode demorar de 3 a 6 horas. :D (Os trilhos/carris não têm o mesmo tamanho na Rússia/Mongólia e na China, e também conduzem em lados opostos então têm de elevar e mover todas as carruagens.)

   Durante este tempo de espera conhecemos um casal Britânico muito simpático e uma criança Mongol que queria muito praticar o seu Inglês (ainda hoje nos escreve todos os dias no facebook!). Para muitos de nós foi a primeira vez a experimentar as típicas "casas de banho de agachamento", como lhes chamam - algo a que agora já estou bastante habituada (finalmente percebo porque é que tínhamos um papel a explicar em Mandarim como usar uma casa de banho ocidental no meu trabalho na Islândia! haha)

   Por volta da meia noite e meia pudemos voltar para o comboio e deram a cada passageiro um voucher para o pequeno-almoço e outro para o almoço - o que soube a ouro depois de tanto tempo de espera sem qualquer informação (bem, o pequeno-almoço era das 6:30 às 7:30 mas os meus queridos colegas de compartimento foram buscar o meu :D)

 

   Acabámos por passar a semana toda juntos. Eles estavam num hostel no centro da cidade e eu estava a fazer couchsurfing mas a minha anfitriã não estava lá (a Ying confiou-me a sua casa por 4 dias, deixou-me as direções e a chave - ainda estou surpresa e muito agradecida por isso!)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   (EN)  As you can imagine the climax of this trip so far was the Great Wall of China (yes, the one you can't see from space :D)

   Maxime and Valentin met Alessandro, an Italian guy, in Ulan Bator and we found him randomly in the streets of Beijing. He gave us some nice tips and a valuable paper in Mandarim with the directions to a less crowded place of the wall. It took us a long way and endless "taxi taxi taxi taxi taxi taxi" refusals but we finally got there! (By the way, a tip: if you're a rolling tobacco smoker - they will always think it's marijuana and you'll sweat to buy rolling papers/filters around here! Just be ready for the constant looks of disapproval ;) And if there are no judgement looks, there will be naughty smiles!)

   Going back to the Wall... Instead of crossing thousands of people, we crossed few dozens - it was amazing. I can't tell you exactly how many kilometers we've made but well, they were a lot! At some point my crazy new friends decided to make a race up the hill and my answer was, of course, "I'll meet you on the way back!" haha

   So I kept going by myself, with nobody around. When I reached 'the top' and I looked to the mesmerizing view in front of me I couldn't believe it. It took me some moments to assimilate and I just burst into tears and laughs thinking "I did it! I really am on the Great Wall of China!" - I don't know how to describe you the feeling. There were at least a hundred emotions inside of me. I stood there for an hour. Just feeling them.

 

 

   (PT)  Como podes imaginar o ponto alto da minha viagem até agora foi a Grande Muralha da China (sim, aquela que não consegues ver do espaço :D)

   O Maxime e o Valentin conheceram o Alessandro, um rapaz Italiano, em Ulaanbaatar e acabámos por encontrá-lo do nada nas ruas de Pequim. Eles deu-nos imensas dicas e um papel valioso em Mandarim com as direções de um lugar menos turístico da muralha. Levou-nos muito tempo e infinitas recusas a "táxi táxi táxi táxi táxi" mas finalmente chegámos lá! (Já agora, se és fumador de tabaco de enrolar: eles vão sempre achar que estás a enrolar marijuana e vais suar para encontrar mortalhas/filtros por aqui! Prepara-te para mil olhares de desaprovação ;) Se não houver julgamento, há sorrisos marotos!)

   Voltando à muralha... Em vez de nos cruzarmos com milhares de pessoas, avistámos apenas umas poucas dezenas - foi ótimo. Não te consigo dizer exatamente quantos quilómetros fizemos mas foram muitos! A dada altura os meus amigos loucos decidiram fazer uma corrida e a minha resposta foi, claro "encontro-vos no regresso!" haha

   Continuei portanto sozinha, com ninguém à volta. Quando cheguei ao 'topo' e olhei para a vista hipnotizante que tinha à frente não conseguia acreditar. Levei vários minutos a assimilar tudo e de repente comecei a chorar e a rir enquanto pensava "Estou mesmo aqui! Na Grande Muralha da China!" - não sei como te descrever o que senti. Na realidade tinha pelo menos uma centena de emoções dentro de mim. Fiquei ali durante uma hora. Simplesmente a senti-las.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   (EN)   We've been to many places. Many parks I don't even remember the names, night markets.. I confess I let myself go and just followed their plans. Valentin is always researching the nice things to see and I trusted him enough to go with the flow ;D

   The Forbidden City was the most crowded site we've visit. They told us in summer you can't almost walk there and I can picture it because in winter it was already too much for me! Just like Russia and Brazil - China is a BIG place so there are many tourists exploring their own country, also off-season! 

 

 

   (PT)  Fomos a imensos lugares. Dezenas de parques dos quais nem me lembro do nome, mercados.. Confesso que me deixei ir e segui os planos dos Franceses. O Valentin estava sempre afincado à procura de lugares lindos e eu confiava no gosto dele ;D

   A Cidade Proibida foi o sítio mais turístico por onde passámos. Disseram-nos que no verão nem se consegue andar por lá e consigo imaginar porque no inverno já eram pessoas a mais! Tal como a Rússia e o Brasil - a China é bastante grande por isso encontras muitos turistas a explorar o seu próprio país, até em época baixa!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   (EN)   When my couchsurfer came back from her trip she was waiting for me with arms wide open and a big smile on her face. Ying was just lovely. It was really nice to meet a Chinese person more deeply - and that's why couchsurfing is one of the best things ever invented!

   We had a long chat about our travels and our culture differences. I found it funny when she said "I think I'm already very open minded compared to most Chinese people. If you say you've saved money to make a trip by yourself they will just think you're selfish. We're taught to save money for life, not for a 6-month trip" - Aaaand there goes one more reason why I love being European :D

 

 

   (PT)  Quando a minha anfitriã voltou da sua viagem, estava prontamente à minha espera de braços abertos e sorriso rasgado. A Ying era simplesmente amorosa. Foi muito bom conhecer melhor uma pessoa nativa - e essa é uma das razões o couchsurfing foi das melhores coisas alguma vez inventada!

   Tivemos uma longa conversa sobre as nossas viagens e diferenças culturais. Achei engraçado quando me disse "Acho que já sou bastante mente aberta comparando com a maior parte dos Chineses. Se disseres que estiveste a juntar dinheiro para fazeres uma viagem sozinha, eles vão imediatamente pensar que és egoísta. Nós somos educados a juntar dinheiro para uma vida inteira, não para uma viagem de 6 meses" - eeeee aqui está mais uma razão para eu adorar ser Europeia :D

 

 

 

 

 

  

 

 

 

 

   (EN)  Summarizing: Beijing surprised me a lot. It's a typical Chinese city and it's not as overcrowded as I thought it would be. It has really nice places to go off the grid and cool bars as well. (Worst part is the underground closing time - starting from 10.30pm! I've missed the last one twice in a week ;D)

 

  And today is the first day of the new year! Hope your evening was great, I spent mine in Shanghai! 2018 has gone so fast... For me it started in Iceland, crossed England and finished half of the world away from home!
  It was snowing around here again (I thought I would be over with cold by now) - but 2019 will bring me loads of sunny and warm days at the Southeast Asian beaches :D (And loads of mosquitos as well!)

 

  With love,
  Filipa

 

 

   (PT)  Concluindo: Pequim surpreendeu-me muito. É uma cidade típica Chinesa e não é tão cheia de gente como eu pensava. Tem lugares lindos fora do auge do turismo e uma noite boa também. (A pior parte é o metro fechar às 22:30 - perdi o último duas vezes numa semana ;D)

 

   E hoje é o primeiro dia de 2019! Espero que o vosso fim de ano tenha sido ótimo, eu passei o meu em Xangai. 2018 passou tão depressa... Para mim começou na Islândia, passou por Inglaterra e acabou do outro lado do mundo! Voltei a ver neve por aqui mas 2019 vai-me trazer muitos dias quentes de sol nas praias do Sudeste Asiático :D (E muitos mosquitos também!) 

 

   Com amor,

   Filipa

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

You Might Also Like:

Bohol & Cebu, Philippines

September 9, 2019

Digital detox vacations ❤

June 15, 2019

1/15
Please reload