https://www.wheredidshegothistime.com Days 50-55 Hong Kong & Macao, China

To travel is to live.

selo-abvp.png

© Filipa D'Oliveira 
Exploring the world with Canon & GoPro.

© Filipa D'Oliveira 

A explorar o mundo com Canon & GoPro.

Days 50-55 > Hong Kong & Macao, China

January 13, 2019

 

 

HONG KONG

 

 

   (EN)  Arriving to Hong Kong was a relief, I must admit. Everybody speaks English and although it's also crowded you don't feel it that much because people don't go against you all the time, like in Shanghai.
   I was searching for a simple tank top for 2 weeks, something I couldn't find anywhere in China's mainland - I finally found it there. Well, you can literally find anything in Hong Kong! I just wanted to buy everything in those night markets! From now on I really have to be careful with my budget because I start liking everything I see! :|

 

 

   (PT)  Tenho de admitir que chegar a Hong Kong foi um alívio. Toda a gente fala inglês e apesar de também ser superlotado não sentes tanto como em Xangai porque as pessoas não vou todas contra ti! 
   Estava há duas semanas à procura de um simples top - algo que não consegui encontrar em lado nenhum na China continental - finalmente encontrei-o lá. Bom, na realidade podes encontrar o que quer que seja em Hong Kong! :D Só me apetecia comprar tudo naqueles mercados noturnos lindos! A partir de agora tenho de ter cuidado com o meu orçamento porque começo a gostar de tudo o que vejo! :|

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   (EN)  I stayed in the smallest hostel I've seen my whole life but it was pretty much next to everything so I was happy! (By the way, Hong Kong's subway is pretty fast! I think I didn't mention it to you but the underground's speed in Beijing and in Shanghai can be compared to a turtle's! :D)

   I loved the old high buildings and all of their colours! I've spent 3-4 days there but you can spend more - HK is made out of islands and I'm pretty sure I missed some cool spots!
   I started with Victoria Peak - the natural park right in Hong Kong's island. Went by tram and then got lost walking around the woods and realized I was already going down the mountain! :D The views reminded me of Pão de Açúcar, in Brazil. Only the beaches and the monkeys were missing ;)
   Later I just decided to go around every cute street I could see and I found some more dozens of great markets and colourful places.

 

 

   (PT)  Fiquei hospedada no hostel mais pequeno que alguma vez vi, mas como era bem no centro e perto de tudo, estava feliz! (Já agora, o metro em Hong Kong anda a uma velocidade normal! Acho que não mencionei mas os de Pequim e Xangai são tão rápidos quanto uma tartaruga! :D)
   Adorei os edifícios velhos, gigantes e coloridos! Fiquei 3-4 dias em Hong Kong mas acho que deves passar mais dias por lá - tens várias ilhas e sei que perdi muitos lugares lindos!
   Comecei com o Victoria Peak - o parque natural na ilha de Hong Kong. Fui de comboio e depois perdi-me pela floresta e só passado algum tempo me apercebi que já estava a descer a montanha! :D As vistas lembrara-me muito do Pão de Açúcar, no Brasil. Só faltavam os macaquinhos e as praias ;)
   Mais tarde decidi correr tudo o que era rua mínima e encontrei mais umas dezenas de mercados e mil cores.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   (EN)  I chose to explore Lantau island on my 3rd day. It's the island where you can find the airport and Disneyland but if you go to the farthest coastal side you find Tai O.

   You don't even need to take the ferry if you don't want to, the underground gets you to the island and then you can take a 1 hour bus.
   The next pictures are all from this peaceful fishing village where you constantly pass by tiny simple houses and everybody says "hello". It took me back to my grandmother's village, in Portugal.

 

 

   (PT)  Escolhi explorar a ilha de Lantau no meu terceiro dia. É a ilha onde encontras o aeroporto e a Disneyland, mas se fores até ao extremo oposto encontras Tai O.

   Nem precisas de apanhar o barco se não quiseres. O metro leva-te até à ilha e depois apanhas um autocarro de 1 hora.
   As próximas fotografias são todas dessa vila piscatória super calma onde passas constantemente por casas mínimas e simples e onde toda a gente te diz "olá". Senti-me na vila da minha avó, em Portugal.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 MACAU

 

 

 

 

   (EN)  From Hong Kong to Macao it's a one hour ferry ride so most people do it as a day tour. I wanted to be there a bit longer because of the Portuguese footprints we left so I tried really hard to find a couchsurfer (in Macao there are no hostels - the cheapest price I found was 70€ per night! So, not in my budget :D)
   Finally I got a positive answer from a girl called Aviva. Couldn't be luckier, she was my kind of girl - super funny and with a strong personality. She had the cutest kid ever (Xavier, 3 years old) and a crazy cat (Milo, 4).
   The moment I arrived I saw loads of buses parked on the other side of the road. I knew I had to get number 12 so I just crossed and looked for it. Literally every bus had a different hotel name :| Me, a simple backpacker, trying to find the public bus in the middle of high class society - that was funny :D

   I soon understood all those hotel buses are for free, so the one-day-tourists can also take them!

 


   (PT)  A viagem de Hong Kong a Macau é de uma hora de barco, portanto a maioria das pessoas vai lá só passar um dia e regressa à noite. Eu queria passar um pouco mais de tempo por lá por causa das marcas que os Portugueses deixaram, então tentei afincadamente encontrar um couchsurfer que me acolhesse (em Macau não existe aquele hostel barato - o hotel mais "em conta" que encontrei pedia 70€ por uma noite - algo que não se encaixa no meu orçamento :D)
   Finalmente uma rapariga disse que me receberia, a Aviva. Não podia ter tido mais sorte, era o meu género de rapariga - super engraçada e com uma personalidade bastante forte. Tinha o filho mais querido (Xavier, de 3 anos) e um gato meio louco (Milo, de 4).
   Mal cheguei ao porto, avistei muitos autocarros do outro lado da rua. Sabia que tinha de apanhar o número 12, então atravessei e procurei pela paragem certa. Literalmente todos os autocarros tinham nomes de hotéis :| Eu, aquela de mochila às costas, à procura do autocarro público no meio da classe alta - foi engraçado :D

   Em breve descobri que todos aqueles autocarros são de graça e que até os turistas de um dia podem entrar!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   (EN)  Macao is pretty weird in what concerns tourism. You have the historical part (catholic churches, Portuguese food, ruins and so on) but on the other hand everything is indoors - besides dozens of casinos, every hotel has its peculiarity and a lot of them offer performances every 30 minutes or so. You basically go inside any luxury hotel and check what there is to be seen! ;)
   I knew we had a great influence on Macau (it was our colony once) but I had no idea I would find everything in Portuguese! Literally every street, every sign, every little thing is written both in Cantonese and Portuguese.
   - Do people speak the language?, I asked Aviva.
   - Not anymore. Older people might still speak Portuguese but younger generations only know few words.
   Xavier's father is Portuguese so she learned a bit more than usual people do.
   It was the first place I heard my language around (it's easy to find Brazilian people everywhere but Portuguese not so much- however in Macao we still have a big community).

 

 

   (PT)  Macau é bastante estranho, turisticamente falando. Tens a parte histórica (igrejas católicas, comida Portuguesa da boa, ruínas e afins) mas tudo o resto é entre quatro paredes - para além de dezenas de casinos, cada hotel tem a sua peculiaridade e muitos deles oferecem performances a cada meia hora. Portanto basicamente entras em todos os hotéis de luxo e espreitas o que há para ver! ;)
   Sabia que tínhamos muita influência sob Macau mas não esperava ver tudo em Português! Literalmente todas as ruas, os sinais, tudo está escrito em Cantonês e em Português.
   - Mas as pessoas falam a língua?, perguntei à Aviva.
   - Já não. As pessoas mais velhas são capazes de falar mas as novas gerações já só sabem umas quantas palavras.
   O pai do Xavier é português, portanto ela aprendeu mais um bocadinho do que é comum..
   Foi o primeiro lugar onde voltei a escutar a minha língua (é fácil encontrar Brasileiros por todo o lado, mas não Portugueses - no entanto em Macau ainda temos uma grande comunidade por lá a viver)
.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   (EN)  The 2-3 nice days I spent there were really nice. Aviva took me to a walk around local places, escaping the tourists on my first day and later we drank some Portuguese wine with her friends; on the second day another couchsurfer, Kenny from Malaysia, joined me and took me around as well and on the third I just chatted for hours with a Croatian girl who was taking over my place in Aviva's house. Elena had just arrived from the Philippines and she visited most countries I'm going on this trip so her help was really valuable! :)

 

   Hong Kong and Macao may still be China's dependencies but they are not the same as the mainland! Besides the currency and the language, the culture is also very different.
   (Now I'm in Thailand and I think I'll stay here forever :D  Write you soon about crazy Bangkok!)

 

   With love,
   Filipa

 


   (PT)  Os 2-3 dias que passei em Macau foram muito bons. No primeiro dia a Aviva levou-me a passear por lugares onde só os locais andam, escapando ao turismo em massa, e à noite fomos beber vinho Português com uns amigos dela; no segundo dia outro couchsurfer, o Kenny da Malásia, também se juntou e levou-me a dar uma volta e no terceiro fiquei horas a conversar com uma rapariga da Croácia, que ia tomar o meu lugar em casa da Aviva. A Elena tinha acabado de voltar das Filipinas e já tinha visitado quase todos os países onde vou - deu-me dicas preciosas! :)

 

   Hong Kong e Macau podem ser parte da China mas não têm nada a ver com o continente! Para além da moeda e da língua, também a cultura é bastante diferente.
   (Agora estou pela Tailândia e acho que fico aqui para sempre :D  Escrevo-te em breve sobre  a loucura de Banguecoque!)

 

   Com amor,
   Filipa

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

You Might Also Like:

Bohol & Cebu, Philippines

September 9, 2019

Digital detox vacations ❤

June 15, 2019

1/15
Please reload